domingo, 1 de julho de 2012

Descoberto Açúcar que faz bem ao coração


O açúcar é em geral, enumerado como uma das possíveis causas de doenças cardíacas. Contudo, um estudo realizado por Corin Storkey, na Austrália, Universidade de Melbourne, vem demonstrar que o açúcar pode ser uma solução para essas doenças. O autor, na sua investigação de doutoramento, descobriu uma forma de converter açúcares como a glicose, num derivado que pode ser utilizado na protecção da aterosclerose, o tipo mais comum de doenças cardíacas.
Carl Schiesser, co-autor do estudo, explica ainda que "os compostos de açúcar-selénio eliminam um grupo de ácidos (hypohalous) muito reactivos que podem danificar os tecidos quando produzidos no lugar ou hora errada, ou em quantidades excessivas".
Os cientistas descobriram que os compostos de açúcar-selénio, podem evitar que esses ácidos danifiquem aminoácidos importantes no plasma humano, e consideram um passo fundamental para interromper o desenvolvimento de doenças.

Este grupo de investigadores, estão a melhorar a técnica de fabrico deste novo açúcar para ser usado como fármaco e asseguram que em breve, irão avançar com testes e dentro de 3 a 4 anos, deverão dar início aos testes com humanos.


Fontes:
Corin Storkey Michael J. Davies Jonathan M. White and Carl H. Schiesser . Synthesis and antioxidant capacity of 5-selenopyranose derivatives.Chemical Communication, 2011,47, 9693-9695.

quinta-feira, 28 de junho de 2012

Suplemento de Vitamina D com Cálcio reduz a mortalidade em Idosos

Segundo o artigo da autoria de Rita de Cássia Borges de Castro publicado em 22/07/2012, no site Nutritotal (www.nutritotal.com.br), foi editado um estudo de investigadores na revista Journal of Clinical Endocrinology &  Metabolism, que mostram que o suplemento de vitamina D com cálcio diminui a mortalidade em idosos.

Foi efectuada uma pesquisa sistemática da literatura e avaliados 13 estudos randomizados controlados, que avaliaram a suplementação de vitamina D sozinha ou combinada com cálcio na mortalidade. Ao todo participaram 70.528 individuos (86,8% do sexo feminino) comuma  idade média de 70 anos. Verificou-se que a mortalidade, em três anos, foi reduzida em 7% nos indivíduos que receberam vitamina D com cálcio [taxa de risco= 0,93, intervalo de confiança de 95% (CI), 0,88-0,99], mas não alterou para aqueles que tomaram vitamina D isolada. A quantidade suplementada variou entre os estudos de 10 a 50 mcg/dia de vitamina D e 1000 a 1200 mg/dia de cálcio.

A autora,  revela citando o estudo, que "Essa redução de mortalidade pela suplementação de vitamina D com cálcio, mas não com a vitamina D isolada, sugere que o efeito do cálcio é fundamental". No entanto, dois estudos recentes, indicam que, "a combinação de vitamina D com cálcio pode aumentar o risco de infarto do miocárdio". Outros investigadores, corroboram da ideia que a suplementação de cálcio pode reduzir a recorrência de adenomas colorretais e reduz o risco de cancro da mama e colorretal.

Por outro lado, "As análises sugerem que os efeitos benéficos de suplemento de vitamina D com cálcio podem ser mantidos em longo prazo" muito embora os dados não permitam "conclusões sobre os mecanismos envolvidos e os feitos gerais na saúde dos idosos por meio dessa suplementação".

Referência(s)
Rejnmark L, Avenell A, Masud T, Anderson F, Meyer HE, Sanders KM, et al. Vitamin D with Calcium Reduces Mortality: Patient Level Pooled Analysis of 70,528 Patients from Eight Major Vitamin D Trials. J Clin Endocrinol Metab. 2012 May 17. [Epub ahead of print]